sábado, 6 de junho de 2015

REVISITANDO A PRIMEIRA FOTO!


O primeiro registro fotojornalístico do C. R. Vasco da Gama, no último ano do século XIX, foi publicado com fotos invertidas



As primeiras imagens do Vasco, corrigidas


 Em 30 de novembro de 2012 tivemos oportunidade de resgatar para a memória vascaína o primeiro registro fotojornalístico do Club de Regatas Vasco da Gama, no último ano do século XIX, quando em 16 de setembro de 1900 os pioneiros vascaínos comemoram o 2.º aniversário do clube na então bucólica Ilha do Governador (clique aqui para conhecer).

 As fotos foram reproduzidas naquele artigo conforme publicadas originalmente, apresentando os uniformes com a faixa a tiracolo voltada para a direita, como ficou tradicionalmente lembrado na história. Ressaltamos, porém, que numa das fotos já haveria vascaíno que utilizava a faixa branca a tiracolo para o lado esquerdo do ombro.


A Revisão

 Recentemente, ao rever detalhes das mesmas fotografias, observamos algumas situações fora do conforme, como a posição dos broches e arranjos de flores nos vestidos das damas vascaínas; lenços nos paletós e grande parte das medalhas nos uniformes dos primeiros vascaínos, todos aparecendo do lado direito do peito, como abaixo indicados pelas setas em vermelho.


Imagens publicadas invertidas em 1900


 Como é sabido, tais arranjos são usados convencionalmente à esquerda do peito, o que nos fez concluir que houve inversão das imagens originais.

 De toda forma, em nossas pesquisas obtivemos mais fotografias da casa que localizava-se na Ponta do Quilombo (hoje Base dos Fuzileiros Navais), vista ao fundo de duas fotos dos primeiros vascaínos. Correlacionadas corretamente, demonstram perfeitamente a publicação invertida do primeiro registro fotográfico.


Fotos do sítio do Quilombo na Ilha do Governador



A Faixa do Lado Direito do Ombro

 Confirmada a inversão da "primeira foto", resta ainda um senão! Quem seria aquele único vascaíno uniformizado entre tantos, com sua faixa a tiracolo voltada para a direita do ombro?

 Aqui vamos adentrar o campo das hipóteses e suposições, relembrando que nos registros históricos nada é dito sobre essa faixa voltada para a direita.

 Temos entretanto algumas indicações que poderiam elucidar a questão.

 Primeira: é conhecida somente a fotografia que apresentamos com a faixa a tiracolo invertida para a direita,  sendo desconhecida qualquer outra dali por diante.


Vascaíno com a faixa a tiracolo à direita do ombro - 1900


 Segunda: a famosa gravura publicada pelo Jornal do Brasil em 1902, quando do trágico naufrágio da Vascaína, baleeira a doze remos, em que quatro de nossos valorosos remadores perderam suas vidas, mártires em prol do ideal altaneiro, num tempestuoso dia de mar revolto da Guanabara.


A tragédia da "Vascaina" - 1902


 Ali temos o desenho de um vascaíno em pé, de braços cruzados envergando orgulhosamente seu uniforme com a faixa a tiracolo para a direita do ombro, evidentemente baseado no primeiro registro fotojornalístico, uma vez que se desconhece qualquer outra foto, com faixa à direita, dali em diante.

 Na tragédia que se abateu sobre o então jovem "Vasco", veio a falecer seu sócio fundador, Luiz Ferreira de Carvalho, que então patronava a guarnição da Vascaína.




 E a terceira: a visão de simetria que os pioneiros tiveram do pavilhão vascaíno a partir da primeira cisão, quando nossa bandeira foi assim definida com o campo negro, faixa branca iniciada do alto da tralha (haste da bandeira), e a cruz encarnada ao centro, que a torna única, em dupla face, não se podendo falar em verso e anverso quando tremulando ao vento na direção que for!


A segunda bandeira vascaína



A Hipótese - O Patrão da Guarnição!

 Levando-se em conta tais considerações, a hipótese mais provável é de que o único vascaíno habilitado a utilizar-se do uniforme com a faixa invertida não seria outro senão o patrão da guarnição, como demonstra a imagem que retocamos digitalmente para exemplificar.




 Estando o patrão sentado em posição invertida em relação aos remadores, estaria com a faixa em simetria com os demais.

 Explica-se. Nas regatas realizadas na Enseada de Botafogo, as autoridades e o público em geral assistiam às provas a partir da murada que ali existia naquele tempo. A raia para disputa das provas era em posição perpendicular à referida murada, bem como a visão do público em relação às guarnições. 

 Assim, estaria esclarecida a origem da famosa camiseta negra com a faixa branca à direita.

Um comentário: