terça-feira, 7 de janeiro de 2014

O VASCO NA ILHA DO ENGENHO - 1912


Há exatos 101 anos, comemorava-se a grande conquista do campeonato de remo



En Avant, de Boffil, o troféu recebido pela guarnição da yole Meteoro vencedora do páreo que
 levou o Club de Regatas Vasco da Gama à conquista do Campeonato de Remo de 1912


   Após quase 10 anos, sob a presidência do velho rower Marcilio Telles, retornava o Vasco da Gama à ilha do Engenho em comemoração pela conquista do campeonato de remo de 1912. O motivo para a festa era mais que justificado. O club já era o maior do Brasil, tendo naquele ano conquistado 19 vitórias nas 4 regatas realizadas na temporada esportiva. Além disso, suas guarnições também levantaram o pavilhão cruz-maltino em 17 grandes provas de honra, glorificando para sempre na memória vascaína o nome do Vasco da Gama!


   O convescote foi adiado por duas vezes. A primeira data a 24 de novembro foi transferida em razão do mal tempo. O segundo, designado para 1.º de dezembo, não se realizou em decorrência do luto nacional pelo falecimento da esposa do presidente da república, Hermes da Fonseca. Finalmente, após elaborada organização, o pic-nic foi realizado em 7 de dezembro, domingo.



  Conforme previsto pela comissão organizadora, a barca "Martin Affonso" partiu às 9:30h para a ilha do Engenho com aproximadamente 500 pessoas, entre sócios, atletas, familiares, convidados da federação, dos demais clubes co-irmãos e da imprensa, que fizeram questão de noticiar a realização do evento.




   Da mesma forma que nos anteriores, a comissão organizadora fez-se questão de que todas as etapas fossem contempladas com atividades para entretenimento dos convidados, com a distribuição de brindes e prêmios,  além da participação da banda militar.




   Após o lunch, servido em extensas mesas, realizou-se diversas tarefas da tradicional gincana entre os participantes da festa, saindo vencedor de uma delas o futuro presidente Raul Campos, bem como o então menino José da Silva Rocha (Rochinha), outro futuro presidente e nosso afamado historiador vascaíno, autor da obra Vasco da Gama - Histórico: 1898-1923.




   Às 17 horas da tarde, os vitoriosos vascaínos do campeonato de remo de 1912, retornavam ao Cais Pharoux.

---
Vascainidades:

(1) JORNAL DO BRASIL - sexta-feira, 22 de novembro de 1912

ROWING
CLUB DE REGATAS VASCO DA GAMA

  Conforme repetidamente temos annunciado, realiza-se domingo na ilha do Engenho, a festa com que um grupo de associados e directores commemorará as victorias alcançadas por este valoroso centro nautico na estação sportiva deste anno.
  Os socios e convidados do Club Vasco da Gama serão transportados para a ilha do Engenho na barca "Martin Affonso" que zarpará do Caes Pharoux ás 9 horas da manhã.
  O programma organizado foi feito cuidadosamente e promette-nos uma festa brilhante, cuja lembrança perdurará longo tempo nos circulos sportivos.
  Depois de amanhã, dia da festa, publicaremos, além do programma na integra, outras informações interessantes.


(2) JORNAL DO BRASIL - domingo, 24 de novembro de 1912

ROWING
CLUB DE REGATAS VASCO DA GAMA
A FESTA DE HOJE

   Realiza-se hoje o pic-nic que uma comissão de socios deste Club promove em commemoração ás victorias alcançadas durante este anno.  A julgar pela procura de convites, a festa promette ser muito concorrida, não sendo para estranhar que, entre os presentes se note além das commissões de representantes officaes, imprensa, federação e clubs congeneres, também grande numero de famílias e distintos rowingmen.
   A comissão promotora da festa poz o maior cuidado na distribuição dos convites, afim de evitar certos factos muito communs em taes ocasiões, e que sempre acarretam incidentes desagradáveis.
   É assim que constituída a commissão organizadora da festa de hoje na ilha do Engenho:
   Presidente, Marcílio Telles; Secretário, Annibal Peixoto, e Thesoureiro, Claudio Veiga, sendo ainda membros os Srs.: Alberto de Carvalho e Silva, Alfredo Rebello Nunes, Raul da Silva Campos, Affonso Lopes de Oliveira, Seraphim Ribeiro, Francisco Moreira, Antonio Duarte Silva, Antonio Costa e José Maria Pinto Soares.
   O programma a que anteriormente fizemos referência é este:
   1.º numero - Luta de pés, em circulo (na barca), para homens.
   2.º numero - Corridas de saccos (na ilha), para homens.
   3.º numero - Cuidado com casca de ovos (corrida), para senhoritas e senhoras.
   4.º numero - Luta de traccção para crianças.
   5.º numero - Corridas de uma perna para homens.
   6.º numero - Agulhas (destreza), para senhoras e senhoritas.
   7.º numero - Acertar no elephante, para crianças.
   8.º numero - Corridas de tres pernas, para homens.
   9.º numero - Copo d'agua (corrida), para senhoras e senhoritas.
   10.º numero - Apanha de nozes, para crianças.
   11.º numero - Descobril-o no elephante, para homens.
   12.º numero - Cartões postaes, para senhoras e senhoritas.
   13.º numero - Corridas de crianças (em casal).
   14.º numero - Nozes (apanha) para homens.
   15.º numero - Luta de tracção para senhoras e senhoritas.
   16.º numero - Corridas de obstaculos para homens.
   A barca Martin Affonso zarpará do cáes Pharoux, ás 9 horas a. m.
- o -
   A titulo interessante publicamos as seguintes linhas, que dizem com eloquencia dos remadores do Club Vasco da Gama:
   Nas regatas deste anno conqustaram 17 primeiros logares, e 2 segundos, das quaes 8 medalhas de ouro, 9 de prata e 2 de bronze.
   Distribuem-se assim as victorias conquistadas: regata de 7 de Julho, 2 primeiros logares; de 21 de Julho, 5 primeiros logares e 1 segundo; de 25 de Agosto, 5 primeiros logares; de 13 de Outubro, 5 primeiros e 1 segundo.
   Além desrtas victorias, que o Club directamente conquistou, desvemos salientar a bella corrida que fez a "yole" Greenhalgh, tripulada por uma guarnição deste Club e que levantou a grande prova "Campeonato do Brasil", conquistado assim pela F.B.S.R.
   É deveras lisongeiro o resultado obtido pelo homogeneo corpo de remadores do Vasco da Gama, que viu o seu pavilhão triumphar 19 vezes durante as quatro regatas realizadas na estação sportiva deste anno.
  Além de vencedor de 17 grandes provas de honra, o pavilhão alvinegro deste club conta as seguintes victorias de sabida importancia.:
   É vencedor das seguintes provas classicas: "Sul America", em 1904 e 1907, com as yoles Albatroz e Albyon; "Jardim Botanico", em 1904 e 1907, com a yole Albatroz; "Conselho Municipal", com a canôa Aguia, e "Dr. Julio Furtado", em 1912, com a yole Ibis; "Campeonato do Rio de Janeiro", em 1905-1906 e 1912, com as yoles Procellaria e Meteoro.
   A sua guarnição da yole Greenhalg venceu o "Campeonato Brasil", em 1912, representando a Federação Brasileira das Sociedades de Remo.
   É este club que promove a festa de hoje, na ilha do Engenho.


(3) JORNAL DO BRASIL -  segunda-feira, 25 de novembro de 1912

ROWING
C. DE R. VASCO DA GAMA

   Por motivo do máo tempo, não se realizou hontem a grande festa na ilha do Engenho.


(4) CORREIO DA MANHÃ - domingo, 1.º de dezembro de 1912

CLUB DE REGATAS VASCO DA GAMA

  Em virtude do fallecimento da Exma. Sra. do Sr. Presidente da República, fica transferida para 8 de dezembro p. f. a festa que devia realisar-se hoje na Ilha do Engenho

A Comissão


(5) O IMPARCIAL, segunda-feira, 9 de dezembro de 1912

ROWING
A GRANDE FESTA DO CLUB DE REGATAS VASCO DA GAMA

   Realizou-se hontem na aprazível ilha do Engenho o pic-nic proporcionado por esse symphatico club aos seus socios, como homengem ás innumeras victorias alcançadas por essa digna sociedade no corrente anno.
   Ás 9 ½ horas da manhã e ponto, partiu do cáes Pharoux a barca "Martin Affonso" conduzindo approximadamente umas 500 pessoas. A viagem foi feita na mais delirante alegria, durante a qual houve dansas ao som de harmoniosa banda de musica.
   Diversas commissões compareceram a esse festejo, conseguindo o nosso representante saber das dos Fenianos, Democraticos, Gragoatá, Boqueirão, Flamengo e a Federação B. das Sociedades do Remo, representada pelo digno presidente Faria Ramos.
   Ás 10 ½ horas atracava a "Martin Affonso" á pitoresca ilha, tendo sido o desembarque feito na maior ordem.
   Conduzindo os convidados para o palacete da sra. viuva Ramos, fizeram ahi um pequeno descanso.
   Em seguida, foi servido em tres extensas mesas, armadas debaixo de copadas mangueiras, farto e saboroso lunch, no meio da mais franca intimidade.
   1.ª prova - "Luta de pés", para homens - Vencedor, sr. Carlos Dias de Carvalho. Premio: guarnição de botões para collete.
   2.ª prova - "Corridas de saccos", para homens - Vencedor, sr. Benjamin Pereira da Cunha. Premio: uma navalha para barba.
   3.ªprova - "Cuidado com as cascas de ovos", para senhoritas. Vencedora, senhorita Florianina Oliveira. Premio: um relogio-pulseira.
   4.ª prova - "Lucta de tracção", para meninos - Vencedor, partido verde, composto dos seguintes meninos: José de Souza Vinagre, José e Alberto da Silva Rocha, João Baptista de Carvalho, Ernani Moreira Val, Mario Parreiras, Humberto Ragoni e Nelson Ramos: metralhadora a cada um.
   5.ª prova - "Corrida de uma perna", para homens - vencedor: o sr. José Pereira Portugal. Premio: um tinteiro de christofle.
   6.ª prova - "Agulhas", para senhoras - Vencedoras: senhoritas Isaura Santos e Adelina Villela. Premios: duas caixas de christofle para pó de arroz.
   7.ª prova - "Corrida de tres pernas", para homens - Vencedores: Raul Campos e Jorge Lopes. Premios: uma caixa de charutos de Havana.
   8.ª prova - "Corrida de obstaculos", para homens - Vencedor: o sr. Albano Pinto da Fonseca. Premio: uma rica estatueta de prata sobre pedestal de onix.
   Prevenidos os convidados da hora do regresso, foi por esse motivo interrompido o vasto programma, deixando-se de se realizar mais oito porvas. Comtudo, procedeu-se ainda a distribuição de innumeros mimos ás senhoritas presentes.
   Ás 5 horas em ponto, fez-se na mesma ordem o reembarque dos excursionistas, trazendo esses os corações cheios de saudades por se verem privados de tão venturoso e allegre momento.
   Durante a viagem, por delicada generosidade do sr. Claudino Veiga, thesoureiro da comissão de festejos, foi aos representantes dos jornaes offerecido o sorteio de uma bengala, "chic" e com castão de prata, e a sorte, como em tudo, deitou seus olhares magnanimos para o nosso collega Alfredo Foord, que de posse do premio lá se foi muito contente.
   Os srs. Marcilio Telles, Francisco Carvalho Silve, Annibal Peixoto e Alberto de Carvalho e Silva, presidente, director de regatas, representante da Federação e membro da commissão de festejos, resctivamente, foram de extrema bondade para com o nosso representante e ás 6 horas dava-se a festa concluida, atracando a barca ao cáes debaixo de salvas e estrepitosos vivas ao sympathico club.


*texto originalmente publicado em 07/12/2013 - 10h37m no semprevasco.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário