quinta-feira, 7 de setembro de 2017

A PRIMEIRA CAMISA NEGRA DO FUTEBOL VASCAÍNO



Há 100 anos realizou-se o primeiro registro fotojornalístico do futebol do Vasco



Vasco da Gama 3 - Boqueirão do Passeio 0, pela 2.ª Divisão do Campeonato Metropolitano
De braços cruzados, o então futuro presidente Jayme Guedes (1945/1946)


UM SÉCULO DE INTEGRAÇÃO RACIAL E SOCIAL NO FUTEBOL

Na primeira semana de setembro de 1917, o semanário Vida Sportiva, publicava o primeiro registro fotojornalístico do futebol do Club de Regatas Vasco da Gama, para que, um séculos depois, fosse resgatado à memória vascaína.

A foto mostra o scratch vascaíno em partida realizada a 2 de setembro de 1917 no campo da rua Campos Sales. O Vasco venceu o naquela oportunidade o Boqueirão do Passeio, seu co-irmão nas regatas, pelo placar de 3 a 0.

Eis a súmula do jogo:

"C.R. Vasco da Gama 3 x 0 C.R. Boqueirão do Passeio

Vasco: Nicolau Rickmann; Jayme Fernandes Guedes, Carlos Cruz, Manuel Antonio Baptista, João Lamego; Eudino Wulbert, Virgilio Pedro Fortes, Sebastiano Bacellar; Amyres Tomassi, Raphael Guerrero e Antonio Silva.

Boqueirão do Passeio: Carlos Ribeiro; Virgilio Fedrighi, Luiz Prior, Jozias da Rocha Campos, Frederico Marinho Lizardo; Izidro Pedro; Benedicto Mesquita, Joaquim José da Silva; Salvador Monteiro, Antonio da Costa Faria e Manuel Furtado de Mendonça.

Juiz: Alfredo Alves da Silva.

Gols do Vasco: Amyres Tomassi (2) e Raphael Guerrero."

Na fotografia, percebe-se logo de início que o Vasco sempre permitiu a integração racial no quadro social e na equipe de futebol, fundamento paradigma pelo qual o clube sempre primou e defendeu no desporto como é de conhecimento público. Ainda mais naquele tempo, em que era requisito estatutário fosse o atleta sócio do clube na prática do esporte amador.


A CAMISA PERDIDA

Os pioneiros camisas negras em dezembro de 1917 (Vida Sportiva)

A camisa negra vascaína sempre foi o uniforme do clube desde a sua filiação à Liga Metropolitana de Sports Athleticos - LMSA, ocorrida em janeiro de 1916, como noticiado no jornal Gazeta de Notícias:

"MAIS UM CLUB QUE SE FILIA Á METROPOLITANA

 Na secretaria da Liga Metropolitana deu entrada hontem á tarde um officio em que o Club de Regatas Vasco da Gama pede filiação águella liga.
 O campo official do Vasco será o do Botafogo F. Club, á rua General Severiano, usando os seus jogadores o seguinte uniforme: calção branco, camisa preta com punho e golla brancos.
 O campeonato da 3.ª divisão será portanto disputado este anno pelos sete seguintes clubs: S. C. Brasil, C. R. Icarahy, Ingá F. C., Paladino F. C., Palmeiras A.C., River F. C. e C. R. Vasco da Gama. ..." (Gazeta de Notícias - 29/01/1916 - grafia original da época)

Em nossas pesquisas, suspeitávamos que nos seus primeiros anos de prática futebolista, o uniforme vascaíno fosse diferente, o que se confirmou com este resgate da iconografia de época.

A principal diferença é a falta da meia carcela branca, pela qual ficou conhecida a segunda camisa negra vascaína, sendo a primeira inteiramente negra, tendo apenas os punhos e colarinho comprido brancos.

Somente em 1918 o Vasco modificou seu uniforme, adotando o estilo com a meia carcela branca ligada ao colarinho como viria a ser conhecida a mais popular versão das camisas negras vascaínas.



*Nossos agradecimentos ao escritor e pesquisador vascaíno, Alexandre Mesquita que nos cedeu gentilmente a súmula da partida Vasco x Boqueirão
** Nossos agradecimentos ao comentarista Carlos, que nos enviou o primeiro registro fotojornalístico da camisa vascaína com a meia carcela em 1918.

7 comentários:

  1. Maravilhosa pesquisa. Vale acrescentar o depoimento de Adão Brandão que, em 1952, descreve em entrevista a união dos torcedores e associados do remo e do futebol que fizeram uma carreata pela cidade após esta vitória

    ResponderExcluir
  2. Acredito que o campo seja o da Rua Campo Sales, do América. Todos os jornais da época, que pesquisei, o citam como local do jogo. Note na 1ª foto que existe um morro bem próximo.

    SV

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem razão Adil! SV! Obrigado pela gentileza do reparo.

      Excluir
  3. Fazendo uma pesquisa na Biblioteca Nacional Digital encontrei uma publicação do periódico Vida Sportiva de 1918 (edição 46) que mostra o time principal do Vasco vencedor do jogo contra o Brazil por 4-3. Naquela foto o uniforme usado já é com a meia carcela branca. Assim, a mudança não ocorreu antes de 1919, já que a foto a qual me refiro é de 1918.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela acertada contribuição Carlos! Deixei um agradecimento a você ao final do texto.

      Excluir
  4. Um adendo ao meu comentário anterior. Na mesma página há a foto do segundo time usando o uniforme sem a meia carcela e a do time principal já com o uniforme mais conhecido.

    ResponderExcluir